sábado, 10 de janeiro de 2015

Dias...

Na vida sempre existem dias que queremos, desejamos esquecer. E ontem foi um desses, estar longe de uma situação onde não se pode fazer muita coisa, há não ser orar, e esperar que o melhor aconteça. Mas ontem uma das minhas gatinhas se foi, partiu para o céu dos gatinhos deixando saudades. Enorme vazio de nunca mais ver aqueles lindos olhos verdes me olhando. Tristeza de não ter estado ao lado dela nesta parte que tão difícil é. Estar longe, precisar estar perto, querer partilhar situações com outras pessoas, apoiar não só por telefone, ou skype, mas pessoalmente, com um abraço, afago... Essas são as partes difíceis da distância. 
Ahhh, como queria que dias assim não existissem!!!
Sempre vou sentir saudades minha nick Piquinic. 




quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Como a vida pode mudar por um simples gesto que fazemos, ou escolha. Há dois anos e três meses atrás, escolhi adicionar meu marido no facebook. Na época, eu queria uma amizade nova, de um pais distante onde eu poderia conversar sobre diferentes coisas. Ele já era amigo da família. Então, não foi algo tão estranho de ser feito. O estranho era que na época ele namorava outra pessoa. Conversávamos pouco. Realmente menos do que eu desejava. E o pouco que conversava ele me deixava desejando mais contato com ele. Não pensava nele como um futuro relacionamento, mas orava por alguém que eu sabia que Deus tinha guardado para mim.
Talvez pareça um pouco de conto de fadas. Mas creio profundamente em histórias escritas por Deus. E porque não acreditar em histórias de amor escritas por Ele?

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Cada dia eu pensava como seria quando eu estivesse aqui. Novo país, nova cidade, nova cultura, ou seja, tudo novo. E passei oito meses, querendo estar aqui. Não por ser tudo isso, mas para estar ao lado do meu marido. E ter uma vida normal de casal.
Acredito que para cada pessoa que passou por tudo isso, e está em um novo país, no começo não e tão fácil, como se imaginava. Eu não sei! Só sei que a saudade sermos vai corroer o coração, nos dois lados da situação. A saudade sempre vai existir, estar presente. Machucando!
O bom seria se pudéssemos nos dividir em duas partes, e estarmos em dois lugares diferentes. Ahh! Como seria bom! Mas isso é impossível. Então, hoje eu escolho viver mais um dia fazendo o que eu posso de melhor.